TORRES ARROIO DO SAL CAPÃO DA CANOA XANGRI-LÁ IMBÉ TRAMANDAÍ CIDREIRA BALNEÁRIO PINHAL QUINTÃO CASSINO

 

MUITO CHATO ISSO... MABRRRRRRRR GELADO? CHIMAFFÃO COM AFEIA?

"O tráfego de veículos na faixa de areia das praias tem ocorrido com muita frequência no Brasil, tanto naquelas localizadas na orla urbana quanto nas mais afastadas dos grandes centros. Além dos tradicionais bugues e caminhonetes, temos notado um aumento expressivo no número de triciclos e quadriciclos transitando nas praias, sem qualquer preocupação com os banhistas e com o meio ambiente. Dessa forma, além de colocar em risco a vida e a integridade física das pessoas, essa circulação desordenada de veículos pode destruir a fauna e a flora nativas, com impactos consideráveis para a conservação da biodiversidade. De acordo com o art. 1º do Código de Trânsito Brasileiro – CTB, as normas de trânsito são aplicáveis às vias terrestres abertas à circulação, ou seja, ruas, avenidas, estradas, rodovias, entre outras. O parágrafo único do art. 2º do CTB equipara as praias abertas à circulação pública às vias terrestres. Dessa forma, pelo código de trânsito a circulação nas praias é permitida, sem qualquer exceção...."